domingo, 4 de novembro de 2007

ACAB - Noticia Ojogo

"O empate do Belenenses no Dragão teve um travo amargo para a claque Fúria Azul, que alega ter sido alvo de um acto de violência por parte da PSP.

De acordo com fonte deste grupo, tudo aconteceu no regresso a Lisboa, já pela madrugada. O autocarro que trazia os apoiantes belenenses parou na área de serviço da Mealhada pelas 2h00, e é aí que terá sucedido uma troca de palavras entre um dos agentes da PSP à paisana - os "spotters", um destacamento responsável pelo acompanhamento de claques - e um dos membros da Fúria Azul. O agente, alega a Fúria, terá passado todo o dia a dirigir palavras provocatórias a elementos da claque, antes de, nesse momento, ter "agredido com cabeçadas e socos, sem justificação", um adepto. Terá sido mesmo necessária a intervenção de um militar da GNR para travar o problema. A viagem prosseguiu, com a PSP a cumprir a escolta até Lisboa. Pelo caminho, os representantes da Fúria Azul contactaram os dirigentes da SAD e, já no Restelo, foram recebidos pelo director Miguel Barreiros, a quem contaram tudo.

Foi apresentada uma queixa contra o agente que interveio este caso. O JOGO contactou o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, mas não foi possível obter uma reacção."

Jornal O Jogo - 4/10/2007