segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Uma nulidade!


O jogo desta noite, perdão, vou começar de novo...

o "jogo" desta noite foi um hino aquilo que é tudo menos futebol. Não há palavras para descrever aquilo que (não) se passou dentro de campo. Acerto defensivo não chega para justificar a falta de garra, alma e chama não só ao Belenenses como ás três equipas.

Mau demais para se assistir em noite gelada. E não, o frio não e desculpa porque eu bem que aqueci enquanto apoiava o Belenenses e, sei, que dentro do campo, a correr, mais se aquece.

a primeira paragem no campeonato ternos-á feito mal e esta última só piorou.

Enquanto imaginava este post, não me ocorreu em tempo algum que pudesse ficar tão extenso tal a natureza do embate.

Uma derrota a cada equipa seria pouco.

Um zero a todos dentro do rectângulo verde.

Aparte ao Hugo Alcântara do qual gostei da atitude no fim do jogo, que ficou para aplaudir o (pouco) público presente e se sentiu com os apupos dos adeptos azuis. A este últimos uma palavra, eu sei que é difícil, eu também tinha ganas de os assobiar, mas não é esse o caminho e o Belenenses precisa mais de nós que nunca, vamos lá puxar o barco para o mesmo lado que os dias prevêm-se cinzentos.

Força Enorme Belenenses!!!